Internet

Microsoft formaliza queixa contra Google na União Europeia. Empresa acusa ‘padrão de ações’ da gigante de buscas para ‘cimentar’ sua posição dominante no bloco de países europeus…

wel info

A Microsoft submeteu uma reclamação formal ao órgão regulador antitruste da União Europeia (UE), contra o rival Google, informou na noite de ontem Brad Smith, conselheiro-geral da gigante norte-americana, em seu blog na internet.

“Nossa ação de hoje centra foco em um padrão de ações que o Google tem tomado para cimentar sua posição dominante nos mercados de buscas e da publicidade vinculada a buscas, em detrimento dos consumidores europeus”, disse Smith. De acordo com o funcionário, o Google está bloqueando conteúdo que interessa aos concorrentes.

Entre os exemplos que postou no blog, Smith afirma que o Google tem dificultado a presença de vídeos do YouTube no Bing, a ferramenta de buscas da Microsoft. “Sem acesso ao YouTube, que pertence ao Google, o Bing não consegue apresentar diversos vídeos entre seus resultados, fazendo com que usuários se frustrem e fujam para a concorrência”, argumenta. Segundo as acusações, o Google também teria feito com que o sistema da Microsoft para Smartphones, o Windows Mobile, fosse incapaz de rodar vídeos do YouTube.

Autoridades europeias abriram uma investigação formal no ano passado contra o Google, exigindo que a empresa explicasse como elabora sua lista de resultados. Os questionamentos surgiram depois que sites europeus de comparação de preços alegaram que o gigante de buscas estaria praticando concorrência desleal: seus serviços estariam sendo injustamente prejudicados nas listas de resultados. A comissão também está investigando alegações de que o Google limita os anúncios que podem ser apresentados por operadores de sites que usam alguns dos seus serviços.

A investigação pode levar à conclusão de que o Google realmente quebrou as leis da livre concorrência da União Européia, o que poderia resultar em multas pesadas. Mas a definição pode demorar. Casos similares, incluindo uma ruidosa reclamação contra a própria Microsoft, levaram anos para chegar a esta fase.

A Comissão Europeia pedirá a opinião do Google sobre a reclamação antitruste da Microsoft. “A Comissão anotou a queixa e, de acordo com o procedimento, informará o Google e vai pedir sua opinião sobre ele”, disse um porta-voz para assuntos de concorrência da Comissão Europeia, em comunicado.

Fonte: Revista Veja

Continue Lendo

O jeca mais descarado e sem vergonha da internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *