Pepeka: O caminho da felicidade

pepeka

Pepeka é o modo não vulgar e carinhoso de se referir ao órgão sexual feminino, a vagina. Para os homens é o caminho da felicidade.

Hoje você vai conhecer o mapa da mina. Um guia visual para desvendar os mistérios desse caminho tão fascinante.

PELOS PUBIANOS

Servem como um “tapete” para dificultar que a sujeira e micro-organismos nocivos cheguem até a vagina. Cobrem um montinho de gordura que protege o delicado osso do púbis

PREPÚCIO

Essa “capinha” de pele serve para proteger o clitóris. Ele fica escondido embaixo do prepúcio na maior parte do tempo, mas pode aparecer quando a mulher fica excitada

URETRA

É por essa pequena abertura que fica uns 2 centímetros acima da vagina que a mulher faz xixi. Muita gente pensa que a urina sai pelo canal vaginal, mas não sai, não…

GRANDES LÁBIOS

São a camada mais externa da vagina. Feitos de gordura e coberto de pelos, eles ajudam a afastar bactérias da vagina e funcionam como uma “almofadinha” durante a transa

CLITÓRIS

O “botão do prazer” feminino fica na abertura superior da vagina, onde os pequenos lábios se encontram. O órgão tem até 8 mil terminações nervosas e é supersensível

PEQUENOS LÁBIOS

Ficam entre os grandes lábios e o canal vaginal. A principal função desses órgãos é criar um caminho de saída para o xixi e a menstruação, direcionando o fluxo desses líquidos

CANAL VAGINAL

Esse tubo tem cerca de 9 centímetros de profundidade. Na hora da transa, seus músculos flexíveis se alongam e glândulas na entrada produzem lubrificantes para ajudar o rala-e-rola.

Bola Dentro :: A emoção de uma transa narrada

bola dentro

Bola Dentro conta a história de uma transa emocionante narrada como se fosse um evento esportivo.

Assim como uma partida de futebol, uma noite de amor tem seus altos e baixos. Tem bola fora, bola dentro e até aquelas bolas na trave que bate, mas não entra. São muitas semelhanças, por exemplo, e se grandes momentos da nossa vida fossem narrados como um grande evento esportivo? E se uma noite de amor rendesse uma narração? É exatamente isso que você vai ver nesse vídeo, com direito a orientações do treinador, emoção do narrador, comentaristas corneteiros e alegria da torcida no final da partida.

Curtiu? Inscreva-se no canal Parafernalha.

Casais que dividem tarefas domésticas transam mais

casais

Pesquisa feita por várias universidades americanas revela que os casais que dividem as tarefas domésticas transam mais.

Além de ajudar um ao outro, entre uma tarefa e outra dá molhar o biscoito ou amassar o quibe.

Você pode até falar que “lavar a louça é coisa de mulher”, ou ainda caçoar daquele seu amigo que passa as roupas do casal. Mas aí vai uma novidade: esse cara que você está zoando, pelo menos estatisticamente, está transando mais que você. É o que aponta uma pesquisa realizada por um conjunto de pesquisadores das universidades de Utah, Indianópolis, Cornell e a do Estado da Geórgia – todas nos EUA. De acordo com eles, casais que dividem as tarefas são os que fazem mais sexo.

Para chegar a essa conclusão, foram entrevistados (em 2006) 605 casais heterossexuais com até 45 anos de idade. O casal também deveria ter, pelo menos, uma criança que morasse com eles. Eis que a galera que dividia as tarefas acabava transando uma média de 6,78 vezes por mês, enquanto os caras que deixavam tudo nas costas da mulher o número descia para 6,23.

O estudo mostra que, em geral, a frequência sexual dos casais está caindo. Os pares recentes fazem 25% menos sexo do que os pombinhos do passado. Na verdade, o único grupo que teve um aumento no número de transas mensais é o de casais que são justos na hora de rachar as tarefas domésticas.

Fonte: Superinteressante

A bebida pode salvar seu relacionamento

a bebida pode salvar seu relacionamento - seu jeca

A bebida pode salvar seu relacionamento… ou acabar com ele de vez! Casais com os mesmos hábitos alcoólicos são mais felizes.

A humanidade está constantemente à procura de receitas para a felicidade conjugal. E a resposta pode estar num copo de cerveja ou numa taça de vinho.

Encha um copo com a bebida de sua preferência. Se for a mesma bebida que seu parceiro ou parceira, pontos para você. Caso não seja, tudo bem: um copo para um e uma taça para outro. Em seguida, chame seu amor. Abra a garrafa e bebam juntinhos. Se vocês não gostarem de álcool, abra a caixa: leite, suco ou chá.

VEJA+

Continue Lendo

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.