• a imprensa dilma louca
    Notícias

    A imprensa perdeu a paciência com Dilma

    Parece que até a imprensa está perdendo a paciência com a presidente Dilma. Depois de iniciar a terceira onda de cortes, ela foi tachada de louca na capa de um jornal.

    a imprensa dilma louca

     A coisa tá ficando feia para a excelentíssima Dilma Rousseff. O povo está revoltado com o atual governo, que a cada medida tomada para conter a crise parece agravar ainda mais. Em outras palavras podemos dizer que o Brasil está uma bosta, ou seja, quando mais mexe, mais fede. Agora, quem chutou o balde de vez e mandou um foda-se para Dilma foi a imprensa, que chamou a presidente de louca e desceu a lenha na reportagem principal. Leia mais…

  • Internet

    Eu e a Fátima Bernardes (só que não)

    fátima bernardes

    O Orkut foi pro saco, mas ainda é possível esquecer as coisas absurdas que a gente via por lá. Essa garota é um exemplo da bizarrice, ela resolveu tirar uma foto com a Fátima Bernardes na TV. Como se não bastasse a ideia podre, quem aparece na imagem é a Christiane Pelajo apresentando o Jornal da Globo.

  • Curioso,  Notícias

    Menino de 11 anos engravida mulher de 36

    menino

    Um caso chocante abalou a Nova Zelândia. Um menino de apenas 11 anos engravidou uma mulher de 36 anos.

    Segundo o jornal local, a mulher é mãe de colega de escola do garoto. O caso ganhou grande repercussão em todo mundo e levantou questões sobre o motivo pelo qual as mulheres no país não podem ser acusadas de estupro.

    Após a descoberta do caso, uma revisão da lei foi solicitada para que o crime de estupro não se aplique apenas aos homens. A ministra da Justiça do país, Judith Collins, disse que iria investigar o caso, segundo o “New Zealand Herald”. “Este caso levanta um ponto importante. Vou procurar aconselhamento de funcionários sobre se uma mudança na lei é ou não necessária”, disse Collins.

    A mulher e o menino, cujos nomes não foram divulgados, vivem no distrito principal de North Island, em Auckland. O diretor da escola do menino disse que ficou chocado quando a criança lhe disse o que estava acontecendo.

    De acordo com o jornal, funcionários do governo, que tomaram conta do bebê há cerca de dois meses, confirmaram que eles estavam lidando com um caso na escola do menino e que isso estava nos tribunais, mas se recusaram a comentar o caso. A polícia também se recusou a comentar.

Continue Lendo